País quase sem crimes, Islândia se choca com morte de jovem

Corpo da jovem Birna Brjansdottir foi encontrado neste domingo (22) na praia de Reiquiavique, no sul do país com cerca de 330 mil habitantes

Um dos países com menor número de assassinatos e considerado pelo Fórum Econômico Mundial como a nação com menor desigualdade de gênero, a Islândia foi cenário de um caso que chocou a população: a morte de uma jovem de 20 anos.

O corpo de Birna Brjansdottir foi encontrado neste domingo (22) na praia de Reiquiavique, no sul do país com cerca de 330 mil habitantes. A polícia acredita que o caso se trata de um assassinato e dois suspeitos foram detidos.

A jovem está desaparecida desde 14 de janeiro. Imagens de câmaras de vigilância mostram ela caminhando no centro da cidade por volta das cinco da manhã.

O corpo foi encontrado após intensas buscas que envolveram cerca de 750 voluntários em uma área de 7 mil quilômetros. Foi a maior operação de resgate na história do país, de acordo com a imprensa local.

O caso também causou comoção nas redes sociais.

Após assistir o vídeo, a polícia localizou um carro vermelho que aparece próximo a onde a jovem desapareceu. Dentro do veículo havia manchas de sangue com o DNA da vítima, mas a causa da morte ainda não foi confirmada.

Os homens suspeitos de envolvimento no crime são marinheiros na faixa dos 20 anos. De acordo com a polícia, Birna não os conhecia.

Criminalidade quase zero

Segundo o Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crimes (UNODC ), entre os anos de 1999 e 2009, a taxa de homicídios na Islândia nunca foi mais alta que 1,8 por 100 mil habitantes.

Nos Estados Unidos, o número foi de 5 a 5,8 casos para cada 100 mil habitantes neste período e no Brasil a taxa anual é de 23 homicídios a cada 100 mil habitantes.

No país europeu, a maioria dos agentes de segurança não anda armada na rua e a primeira vez em que a polícia matou um suspeito em uma operação foi em 2013.

De acordo com o relatório com dados de gênero de 2016 do Fórum Econômico Mundial, a Islândia é o país com na melhor situação, com índice de 0,874.

Quanto mais próximo de 1, maior a igualdade de gênero. Na lista, o Brasil aparece em 79º posição. O levantamento inclui 144 países.

Este conteúdo foi originalmente publicado no portal HuffPost Brasil.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. enquanto no Brasil…. =(