Padres deveriam poder casar, afirma cardeal britânico

A regra da Igreja que impõe o celibato dos sacerdotes "não é de origem divina" e deve ser modificada, disse o cardeal Keith O'Brien

Os padres católicos devem poder casar e ter filhos, afirmou na sexta-feira o cardeal Keith O’Brien, o mais importante na hierarquia da Igreja Católica britânica, em entrevista à BBC.

A regra da Igreja que impõe o celibato dos sacerdotes “não é de origem divina” e deve ser modificada, disse o monsenhor O’Brien, 74 anos, que deve participar no conclave que escolherá o sucessor do Papa Bento XVI.

“Jesus não disse nada sobre o celibato do clero e o eventual casamento dos sacerdotes”, insistiu O’Brien.

O cardeal britânico disse ainda que não sabe em quem votará para suceder Bento XVI, que em 28 de fevereiro deixará a função de Papa, mas destacou que deve ser alguém mais jovem e, talvez, procedente de um país em desenvolvimento.