Padre reza para que Sarkozy tenha crise cardíaca por ciganos

Arthur Hervet também criticou ministro do Interior, Brice Hortefeux, pela "deplorável" situação em que vive a comunidade cigana na França

Paris – O padre Arthur Hervet, de uma das paróquias da cidade de Lille (norte da França), reconheceu hoje publicamente que reza para que o presidente do país, Nicolas Sarkozy, tenha uma crise cardíaca que o impeça de levar adiante sua “guerra” contra os ciganos.

“Rezo, lhes peço perdão, para que o senhor Sarkozy tenha uma crise cardíaca”, declarou hoje à imprensa o sacerdote, de 71 anos, após a missa de domingo.

“Não sei mais o que fazer” para conter essa “guerra”, acrescentou o padre Arthur, muito conhecido na região por seu apoio à comunidade cigana, para a qual arrecadou fundos para adquirir barracas, roupas e alimentos.

O sacerdote decidiu também devolver ao Governo uma medalha de honra ao mérito que havia recebido. Além disso, ele criticou o ministro do Interior da França, Brice Hortefeux, pela “deplorável” situação em que vivem os ciganos na França.

Leia mais notícias sobre a França

Siga as notícias do site EXAME sobre Economia no Twitter