Pacotes suspeitos são enviados para Hillary e Obama, dizem agências

Artefatos "potencialmente explosivos" foram interceptados a caminho das residências de Hillary e Obama, noticiaram agências de notícias

Artefatos “potencialmente explosivos” foram enviados para três proeminentes figuras políticas dos Estados Unidos: Hillary e Bill Clinton e também para Barack Obama. As informações são do jornal americano The New York Times e da agência de notícias Associated Press.

Os casos aconteceram manhã desta quarta-feira em correspondência enviada ao ex-presidente dos Estados Unidos Bill Clinton e à ex-Secretária de Estado dos EUA e sua esposa, Hillary Clinton. Segundo o NYT, o dispositivo foi identificado por um técnico que examina as correspondências enviadas ao casal.  Na mesma manhã, a agência AP noticiou que o serviço secreto americano identificou um pacote potencialmente explosivo na correspondência do também ex-presidente Barack Obama.

Veja também

Uma autoridade disse ao NYT que o artefato enviado aos Clinton é semelhante ao encontrado na casa do bilionário George Soros no início desta semana. Na segunda-feira, um pacote contendo o que parecia ser um dispositivo explosivo foi encontrado em uma caixa de correio do lado de fora da residência de Soros em Nova York, e foi detonado pela polícia.