Paciente com sintomas de ebola é internado em Washington

Paciente viajou recentemente à Nigéria, uma dos países mais afetados pela epidemia do vírus mortal

Washington – Um paciente com sintomas que poderiam ser do vírus mortal ebola, e que viajou recentemente à Nigéria, foi internado nesta sexta-feira em um hospital de Washington, informou à AFP um porta-voz da instituição.

“Podemos confirmar que um paciente deu entrada no Howard University Hospital, em condições estáveis, após fazer uma viagem à Nigéria e apresentar sintomas que poderiam ser associados ao ebola”, disse Kerry-Ann Hamilton, porta-voz do centro médico.

“Como medida de extrema precaução, ativamos os protocolos de infecção adequados, inclusive o isolamento do paciente”, prosseguiu.

Não foram dados maiores detalhes sobre a pessoa infectada.

A Nigéria é um dos cinco países da África ocidental mais afetados pela pior epidemia de ebola de que se tem notícia. Desde o início do ano, esta febre hemorrágica infectou mais de 7.000 pessoas e matou cerca da metade.

Os sintomas do ebola incluem febre, dores musculares e nas articulações, vômito e diarreia. O vírus é transmitido por contato com fluidos corporais do doente, no momento em que está apresentando os sintomas.

Na terça-feira, anunciou-se o diagnóstico do primeiro caso de ebola nos Estados Unidos. Trata-se de um homem de nacionalidade liberiana, que viajou para o Texas e ficou doente dias depois de chegar. Atualmente, ele está em quarentena, sua família foi isolada em seu apartamento – sob vigilância de um policial – e as autoridades buscam as pessoas com as quais ele manteve contato.

Enquanto isso, a emissora de TV NBC News informou que um de seus jornalistas, um cinegrafista freelance, será repatriado nesta sexta-feira, após contrair o ebola na Libéria.

Trata-se do quarto americano que se contagia com ebola no país, depois que três missionários cristãos foram infectados em centros médicos.