Paciente com ebola chega à Alemanha para tratamento

Pior surto do vírus já registrado matou mais de 3.300 pessoas em Serra Leoa, Guiné e Libéria, sobrecarregando o sistema de saúde desses países

São Paulo – Um médico de Uganda que contraiu Ebola chegou a Frankfurt vindo de Serra Leoa para tratamento no hospital universitário da cidade, disseram representantes do governo.

O pior surto do vírus já registrado matou mais de 3.300 pessoas em Serra Leoa, Guiné e Libéria, sobrecarregando o sistema de saúde desses países e prejudicando suas frágeis economias.

Um caso nos Estados Unidos aumentou preocupações de que o Ebola possa se espalhar globalmente e levanta questões sobre restrições de viagens vindas de países afetados.

“O paciente é um médico de Uganda, que trabalha para uma ONG italiana e cuidou de pacientes em Serra Leoa”, disse Stefan Gruettner, ministro da Saúde do governo estadual alemão de Hesse a jornalistas nesta sexta-feira.

“É um sinal para aqueles que ajudam regiões onde a doença se espalhou de uma forma especificamente ruim, de que eles conseguirão ajuda caso contraiam a doença”, disse Gruettner.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) pediu que a Alemanha ajudasse a cuidar do paciente, e Rene Gottschalk, chefe do Centro de Competência de Frankfurt para doenças altamente contagiosas, disse que ele seria levado para tratamento em uma unidade de isolamento no hospital.