Oviedo será enterrado hoje após velório na sede do partido

O candidato presidencial do Paraguai morreu em um acidente aéreo

Assunção – Centenas de pessoas foram nesta quinta-feira à sede da União Nacional de Cidadãos Éticos (Unace), terceira força política do Paraguai, para dar o último adeus ao candidato presidencial Lino Oviedo, que hoje será sepultado.

Familiares, dirigentes políticos do Unace e de outros partidos e os seguidores de Oviedo se reuniram e formaram longas filas na sede do Unace em San Lorenzo, município próximo a Assunção, para se despedir e depositar oferendas florais perante o féretro do candidato presidencial.

Os restos de Oviedo, que morreu no sábado passado quando o helicóptero que o levava à capital caiu na região do Chaco (noroeste), foram transferidos na quarta-feira à sede partidária, depois que se realizou uma missa em sua homenagem e foi homenageado pelos legisladores no edifício do Congresso.

O enterro do dirigente político está previsto para hoje na cidade de Luque, também próxima à capital, aonde irá o chefe de Estado, Federico Franco, assim como outras autoridades nacionais, segundo anunciou a presidência.

No acidente também morreram o segurança do dirigente político, Denis Galeano, cujos restos serão velados no Unace, e o piloto do helicóptero, o capitão militar Ramón Picco.

A promotoria designou três agentes do Ministério Público e recorreu à ajuda de peritos estrangeiros para investigar as causas do acidente, ocorrido na mesma noite do 24º aniversário do golpe que acabou com a ditadura de Alfredo Stroessner, no qual o então coronel Oviedo teve um papel de destaque.

O candidato presidencial do Unace morreu em plena campanha eleitoral para a eleição dos que sairá o sucessor de Franco, que assumiu o poder após a cassação de Fernando Lugo em um julgamento político parlamentar em 22 de junho.