Otan oferece assistência para busca por avião egípcio

O secretário-geral da Otan disse acompanhar e ter informações de que há "buscas nacionais e esforços de resgate em andamento"

Bruxelas – O secretário-geral da Otan, Jens Stoltenberg, ofereceu nesta quinta-feira ajuda da Aliança Atlântica nos trabalhos de busca do avião de Egyptair desaparecido na madrugada desta quinta-feira quando voava desde Paris rumo a Cairo.

“Se houver um pedido de assistência da Otan, então certamente estaremos dispostos a ajudar”, indicou Stoltenberg perante a imprensa em sua chegada a uma reunião de ministros das Relações Exteriores da Aliança.

O político norueguês garantiu que expressará suas “mais profundas condolências a todos os afetados, à França e ao Egito”.

Stoltenberg disse acompanhar e ter informações de que há “buscas nacionais e esforços de resgate em andamento”, e que França e Egito “acordaram cooperar e trabalhar estreitamente para investigar o ocorrido”.

“Nós seguimos fazendo um acompanhamento próximo”, concluiu.

O Airbus A320, que cobria a rota Paris-Cairo, desapareceu do radar às 2h45 local (21h45, em Brasília) com 66 pessoas a bordo, delas 30 egípcios e 15 franceses, após penetrar no espaço aéreo egípcio pouco mais de um quilômetro e a uma altitude de cerca de 11 mil metros.