Otan condena lançamento de míssil balístico da Coreia do Norte

"Apelo à Coreia do Norte que não eleve as tensões e volte a se comprometer com um diálogo significativo com a comunidade internacional", disse secretário.

Bruxelas – O secretário-geral da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), Jens Stoltenberg, condenou neste domingo o lançamento de um míssil balístico feito pela Coreia do Norte e exigiu que o regime de Kim Jong-un interrompa no futuro as provocações que “solapam a segurança regional e internacional”.

“Essas consistentes provocações e violações das resoluções vinculativas do Conselho de Segurança das Nações Unidas solapam a segurança regional e internacional”, disse o principal responsável pela Otan em comunicado divulgado hoje.

Stoltenberg disse que a Coreia do Norte deve encerrar os lançamentos usando tecnologia balística militar e abandonar o programa de mísseis de forma absoluta, verificável e irreversível, como exige o Conselho de Segurança da ONU.

“Apelo à Coreia do Norte que não eleve as tensões e volte a se comprometer com um diálogo significativo com a comunidade internacional”, concluiu Stoltenberg.