Os candidatos que fizeram história nas eleições legislativas dos EUA

Da eleição da representante mais jovem ao primeiro homem abertamente gay, a diversidade ganhou força nas eleições americanas. Entenda

São Paulo – As eleições legislativas nos Estados Unidos trouxeram novidades importantes para o cenário político da maior potência do mundo e que irão definir o futuro da presidência republicana de Donald Trump.

Na Câmara dos Representantes (espécie de Câmara dos Deputados, na comparação com o Brasil), o Partido Democrata recuperou o controle da casa após anos de maioria republicana. Já no Senado, a maioria segue nas mãos do Partido Republicano, que detém a maior parte dos assentos desde 2015.

Contudo, além dos resultados institucionais mais evidentes, as eleições legislativas de 2018, que acontecem no meio do mandato de Trump, trouxeram à tona marcos importantes que mostram a força da diversidade na política americana. Veja abaixo algumas conquistas históricas.

Alexandria Ocasio-Cortez

Alexandria Ocasio-Cortez fez história nas eleições legislativas. Aos 29 anos, ela se tornou a mulher mais jovem a ser eleita para Congresso. Ela atuará na Câmara dos Representantes por Nova York.

Ayanna Pressley

Eleita para a Câmara dos Representantes por Massachusetts, Ayanna será a primeira negra a representar o estado nessa casa.

Sharice Davis e Deb Haaland

Ainda na Câmara dos Representantes, Sharice Davis e Deb Haaland se elegerão pelos estados do Kansas e Novo México, respectivamente, e serão as primeiras mulheres indígenas americanas a conquistar os postos. Davis, que se identifica como lésbica, será a primeira representante LGBT da história do Kansas no Congresso americano.

Rashida Tlaib e Ilhan Omar

O Congresso americano terá, pela primeira vez na história, duas mulheres muçulmanas entre os congressistas. Rashida Tlaib conquistará a vaga de representante pelo estado de Michigan e Ilhan Omar pelo estado de Minessota. Omar, inclusive, será a primeira pessoa de origem somali a ocupar uma vaga na casa e Tlaib a primeira de origem palestina.

Veronica Escobar e Sylvia Garcia

No Texas, duas mulheres latinas foram eleitas para participar do Congresso: a democrata Veronica Escobar, eleita para a Câmara, e Sylvia Garcia, eleita para o Senado.

Jared Polis

De acordo com projeções da imprensa americana, Jared Polis se tornará no Colorado o primeiro homem gay eleito governador na história dos Estados Unidos.

Christine Hallquist

Embora não eleita para o cargo de governadora do estado de Vermont, a democrata se tornou a primeira mulher transgênero nomeada para concorrer ao cargo por um grande partido.

Pioneiras

As eleições mostraram, ainda, que várias mulheres serão as primeiras mulheres a representar seus estados, seja no Congresso ou na posição de governadoras.

Na Dakota do Norte, mostram projeções da CNN, a republicana Kristi Noem está prestes a se tornar a primeira governadora mulher da história do estado. No Tennessee, a também republicana Marsha Blackburn será a primeira senadora mulher.

No Arizona, embora o cenário ainda não esteja claro, já é consolidado que uma mulher irá representar o estado pela primeira vez no Senado, uma vez que a disputa pelo assento está entre a democrata Kyrsten Sinema e a republicana Martha McSally.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s