Os 60 diplomatas dos EUA expulsos pela Rússia deixaram o país

Expulsões foram represália a decisão do governo americano de expulsar igual número de diplomatas russos

Os 60 diplomatas americanos expulsos pela Rússia dentro do escândalo causado pelo envenenamento do ex-espião russo em solo inglês deixaram o país, informou o departamento de Estado americano.

Estas expulsões foram a represália russa à decisão de Washington de expulsar o mesmo número de funcionários russos – classificados de espiões pela Casa Branca – depois do ataque com um agente neurotóxico ao ex-espião russo Serguéi Skripal e sua filha Yulia em 4 de março na Inglaterra.