Opositores sírios estudam em Istambul como acabar com regime de Assad

Os diferentes grupos opositores também estudarão um projeto político para o próximo período transitório no país

Cairo – O Conselho Nacional Sírio (CNS), principal órgão político da oposição síria, e outros grupos opositores se reúnem nesta segunda e terça-feira em Istambul para tratar sobre como conseguir o fim do regime do presidente Bashar al-Assad.

Emad Hosari, membro do CNS, disse à Agência Efe que este encontro tem o objetivo de elaborar um ‘documento político’, no qual a oposição entre em acordo sobre os mecanismos para conseguir a queda do regime de Assad.

Os diferentes grupos opositores também estudarão um projeto político para o próximo período transitório na Síria, acrescentou Hosari, que não descartou que surjam divergências entre a oposição, embora tenha considerado que não era o momento.

‘Não há lugar para as diferenças agora. Todos temos o mesmo desejo que a reunião dos ‘Amigos da Síria’, prevista para o dia 1º de abril, tenha sucesso’, acrescentou Hosari, e destacou que um dos objetivos do encontro de hoje em Istambul é coordenar suas posturas antes da reunião do próximo mês nesta mesma cidade turca.

Os ‘Amigos da Síria’ é formado por um grupo de países árabes e europeus que pretendem coordenar a pressão internacional contra o regime de Assad.

Desde meados de março de 2011, as revoltas populares puseram em xeque o regime de Assad, que acusa grupos armados e terroristas de estar por trás da violência.

Segundo dados da ONU, durante este período de tempo na Síria pelo menos 8.000 pessoas morreram, enquanto mais 200 mil se deslocaram para outras regiões dentro do país e 30 mil se refugiaram no estrangeiro.