Opositor paquistanês deixa o hospital após duas semanas

O opositor fraturou algumas vértebras em uma queda durante um comício eleitoral

Islamabad – Imran Khan, o ex-jogador de críquete que virou a principal figura da oposição política no Paquistão, saiu nesta quarta-feira do hospital e voltou para casa, duas semanas depois de ter fraturado algumas vértebras em uma queda durante um comício.

Khan, líder do partido Pakistan Tehreek-e-Insaf (Movimento pela Justiça, PTI), caiu de um elevador móvel durante um comício em Lahore (leste), poucos dias antes das eleições gerais de 11 de maio.

O líder político, de 60 anos, foi levado para o hospital e encerrou a campanha internado.

De acordo com o porta-voz do hospital Khanum de Lahore, Khawaja Nazir, o paciente ainda precisa de repouso por duas semanas.

O PTI de Imran Khan conquistou 28 das 272 cadeiras escolhidas por voto direto e terminou em terceiro lugar nas eleições legislativas, muito atrás da Liga Muçulmana (PML-N) de Nawaz Sharif, o único político paquistanês que venceu três vezes as eleições gerais.