Oposição síria pede que Trump exerça “papel construtivo”

Segundo o líder da delegação opositora, a colaboração poderia corrigir "os erros catastróficos" da administração de Barack Obama

O chefe dos negociadores da oposição síria em Genebra, Nasr al-Hariri, convocou o presidente americano, Donald Trump, a exercer um “papel construtivo” na busca por uma solução política para a guerra na Síria e a corrigir “os erros catastróficos” da administração de Barack Obama.

“O povo sírio espera a partir de agora que a nova administração americana tenha um papel construtivo”, declarou Hariri em uma entrevista aos jornalistas.

“Pagamos o preço dos erros catastróficos de Obama, que mentiu ao povo sírio, que nunca cumpriu com suas promessas, que traçou linhas vermelhas que depois apagou”, afirmou Hariri.

“Acho que é hora de que o presidente Trump pense em adotar uma verdadeira estratégia para um processo político” para solucionar o conflito sírio, acrescentou.

“Temos interesses comuns, a luta contra o terrorismo e conter a influência iraniana na Síria”, disse.

“Queremos dizer à administração americana que somos os que trabalham pela paz e pela segurança na Síria. Somos o verdadeiro sócio na luta contra o terrorismo em terra”, insistiu Hariri.

A luta contra o grupo extremista Estado Islâmico é a prioridade dos Estados Unidos no Oriente Médio.

No entanto, a Casa Branca não indicou até agora que papel pensa em ter na busca de uma solução política ao conflito, que desde 2011 deixou mais de 310.000 mortos e milhões de refugiados e deslocados.