Oposição quer julgar Kadafi na Líbia ‘depois da vitória’

Líder do Conselho Nacional de Transição confirmou que rebeldes querem que o ditador seja julgado na Líbia

Paris – O líder do opositor Conselho Nacional de Transição (CNT) líbio, Mustafá Abdeljalil, afirmou nesta segunda-feira que o coronel Muamar Kadafi será julgado na Líbia pelos rebeldes “após a vitória”.

Abdeljalil falou sobre o assunto a jornalistas do canal de televisão France 2 que o entrevistaram na região de Benghazi (leste), feudo da rebelião líbia.

“Precisamos com urgência de armas leves porque o combate nos impõe”, acrescentou o ex-ministro da Justiça, que vive escondido, segundo os intérpretes.

“Tentaremos construir um país livre, democrático, que respeita os direitos de homem e a alternância política”, garantiu, considerando que o povo líbio fez “uma escolha difícil, a de enfrentar um tirano”.

O CNT, composto de 31 representantes das principais cidades do país, é a voz oficial da oposição líbia, que procura traduzir seu avanço militar no plano político e construir um governo paralelo para preparar o pós-Kadafi, ao mesmo tempo em que os combates prosseguem com furor no país.