Oposição pede à ONU zona de exclusão aérea na Síria

O CNS pediu a criação de uma zona de exclusão aérea e corredores humanitários para ajudar a população civil

Beirute – A oposição síria pediu nesta quinta-feira ao Conselho de Segurança da ONU a criação de uma zona de exclusão aérea e corredores humanitários para ajudar a população civil, segundo um comunicado divulgado pouco antes de uma reunião ministerial em Nova York.

Acusando o regime sírio de crimes e atos de barbárie, o Conselho Nacional Sírio (CNS, principal coalizão opositora) pediu ao Conselho de Segurança que “impunha uma zona de exclusão aérea e criar corredores humanitários para ajudar a quase 2,5 milhões de deslocados e de refugiados dentro e fora da Síria“, assinala o comunicado.

“O CNS considera que, se o Conselho de Segurança não tomar medidas sérias para deter as matanças e os crimes do regime, isso será visto como abandono de seu papel de avalista da paz mundial e protetor dos povos contra os genocídios”, afirma ainda o comunicado.