Oposição egípcia anuncia que boicotará legislativas

"A decisão da Frente, por unanimidade, (é) o boicote das eleições", declarou em uma coletiva de imprensa Sameh Ashour, um dos membros da coalizão

Cairo – A principal coalizão da oposição egípcia, a Frente de Salvação Nacional (FSN), anunciou nesta terça-feira que boicotará as eleições legislativas previstas para daqui a menos de dois meses, devido à falta de garantias sobre sua transparência.

“A decisão da Frente, por unanimidade, (é) o boicote das eleições”, declarou em uma coletiva de imprensa Sameh Ashour, um dos membros da coalizão, ao fim de uma reunião.

Ashour explicou que esta decisão foi tomada porque não havia garantias de transparência para estas eleições e porque o governo rejeitou as principais demandas da FSN, como a formação de um novo governo para salvar o país.

A FSN, que engloba principalmente movimentos e partidos liberais e de esquerda, também boicotará um diálogo proposto pelo presidente islamita Mohamed Mursi.

Está previsto que as eleições legislativas comecem no dia 22 de abril. Líderes opositores questionaram esta data, por considerarem que há muitas divisões no país para poder realizar eleições em boas condições, assim como pelo que consideram uma falta de transparência.