Nigéria bombardeia campos de militantes islâmicos

Segundo uma fonte militar, ao menos 30 insurgentes morreram na operação, que incluiu a reserva de Sambisa

Maiduguri – Forças nigerianas usaram aviões e helicópteros para bombardear campos de militantes islâmicos no nordeste, nesta sexta-feira, em sua maior ofensiva militar contra o Boko Haram desde 2009, quando o grupo lançou uma insurgência.

Segundo uma fonte militar, ao menos 30 insurgentes morreram na operação, que incluiu a reserva de Sambisa, no Estado de Borno, o epicentro da insurgência.

“Não é apenas Sambisa, cada acampamento está sob ataque. Mas nós não fizemos as operações de varredura em terra para determinar o número de mortos”, disse o brigadeiro Chris Olukolade por telefone.

Forças nigerianas estão tentando recuperar o território controlado por insurgentes islâmicos cada vez mais bem armados do Boko Haram em Estados no nordeste do país como Borno, Yobe e Adamawa, colocados sob estado de emergência pelo presidente do país, Goodluck Jonathan, na quarta-feira.

Mais tropas chegaram na sexta-feira à capital do Estado de Borno, Maiduguri, disseram testemunhas.

“Eu vi mais de 20 caminhões com soldados totalmente equipados para a batalha em direção a Marte. Desejo-lhes sorte para acabar com esta loucura do BH (Boko Haram)”, disse por telefone Ahmed Ibrahim, um morador local.