Opep volta a reduzir sua previsão de demanda de petróleo

A organização alega novamente perspectivas ruins para o crescimento dos países desenvolvidos e o nível dos preços

Viena – A Organização de Países Exportadores de Petróleo (Opep) reduziu nesta sexta-feira pelo segundo mês consecutivo sua previsão de demanda mundial de petróleo para 2012, alegando novamente perspectivas ruins para o crescimento dos países desenvolvidos, em especial da Eurozona, e o nível dos preços.

Em seu relatório mensal, a Opep avaliou em 88,62 milhões de barris por dia (mbd) a demanda de petróleo em 2012, contra uma previsão de 88,76 mbd feita há um mês. O novo volume estimado ainda representa uma alta de 0,86 mbd sobre 2011, quando a demanda alcançou os 87,77 mbd, segundo um número também revisto ligeiramente para baixo.