ONU renova, mas reduz tamanho de sua missão na Libéria

A missão na Libéria, conhecida pela sigla Unmil, começou em 2003 para apoiar o final da guerra civil no país

Nações Unidas – A ONU renovou nesta quinta-feira o mandato de sua missão na Libéria, com uma redução no número de soldados, e expressou esperança de que a Monróvia assuma “plenamente” suas responsabilidades em matéria de segurança ano que vem.

O mandato, que expirava este mês, foi renovado com uma resolução do Conselho de Segurança aprovada hoje. A missão na Libéria, conhecida pela sigla Unmil, começou em 2003 para apoiar o final da guerra civil no país.

O conselho decidiu manter a missão na Libéria, pelo menos até 30 de setembro do ano que vem, para que enfoque, entre outras funções, a proteção de civis, fomente a reforma das instituições de segurança e de direitos humanos.

A renovação da missão inclui a redução progressiva de seu efetivo até 30 de junho, passado de 3.590 a 1.240 militares e de 1.515 a 606 policiais, entre outros integrantes da equipe.

A partir de 1º de julho de 2016, acrescentou a resolução, a Unmil se dedicará a prestar apoio aos organismos de segurança da Libéria para a proteção dos civis, “no caso de uma deterioração da situação de segurança”.

O Conselho, além disso, “afirma sua esperança de que o governo da Libéria assumirá plenamente, no mais tardar em 30 de junho de 2016, todas suas responsabilidades em matéria de segurança transpassadas à Unmil”.