ONU precisa de US$ 1,27 bi para vítimas do Sudão do Sul

ONU precisa de US$ 1,27 bilhão para ajudar as 3,2 milhões de pessoas afetadas pelo conflito no Sudão do Sul

Juba – A ONU precisa de US$ 1,27 bilhão para ajudar as 3,2 milhões de pessoas afetadas pelo conflito no Sudão do Sul, informou nesta terça-feira o chefe do Escritório de Coordenação dos Assuntos Humanitários da ONU no país, Toby Lanzer.

O diplomata disse em entrevista coletiva que esses fundos serão direcionados principalmente à compra de alimentos e ao estabelecimento de armazéns para conservar a ajuda nas regiões conflituosas nos próximos meses.

Lanzer revelou que sua organização perdeu mais de sete mil toneladas de reservas alimentícias roubadas nas áreas onde explodiram os conflitos, como nos estados de Nilo Alto, Jonglei e Unidade, apesar de não ter detalhado quem teriam sido os responsáveis por essas perdas.

O diplomata manteve reuniões com as partes envolvidas no conflito para que aceitem ajudar os cidadãos que querem voltar para suas casas quando melhorar a situação de segurança em lugares como a capital, Juba.

Segundo a ONU, ao redor de 865 mil pessoas abandonaram suas casas por causa da crise que explodiu em dezembro no Sudão do Sul e enfrentam problemas como a escassez de alimentos e a paralisação das atividades de certas organizações humanitárias nas zonas em conflito.

Milhares de pessoas morreram desde dezembro, quando explodiram os confrontos entre as forças leais ao presidente, Salva Kiir, e os rebeldes seguidores do ex-vice-presidente, Riak Machar.