ONU pede trégua humanitária no Iêmen

Trégua permitiria aos integrantes das organizações humanitárias levar ajuda às regiões em que falta tudo, de mantimentos até água potável e remédios

Genebra – A ONU pediu nesta sexta-feira uma “trégua humanitária imediata” de pelo menos algumas horas por dia no Iêmen para poder entregar ajuda humanitária.

“A situação piora a cada hora”, afirmou o coordenador da ONU para os Assuntos Humanitários, Johannes Van Der Klaauw.

“Precisamos de algumas horas ao menos por dia de pausa nos combates”, completou.

Isto permitiria aos integrantes das organizações humanitárias levar ajuda às regiões em que falta tudo, de mantimentos até água potável e remédios.

Em Áden, sul do país, “a situação é particularmente preocupante, inclusive catastrófica”, destacou Van Der Klaauw.

O Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (Acnur) informou que nos últimos 10 dias 317 iemenitas buscaram refúgio no Djibuti.

O Acnur se prepara para receber nos próximos meses 30.000 novos refugiados no Djibuti e até 100.000 na Somália, afirmou o porta-voz Adrian Edwards em Genebra.