ONU pede investigação sobre mortes na Ucrânia

ONU pediu uma investigação rápida, minuciosa e independente sobre as mortes de manifestantes em Kiev, capital da Ucrânia

Genebra, – O Escritório do alto comissário da ONU para os direitos humanos pediu nesta sexta-feira uma investigação “rápida, minuciosa e independente” sobre as mortes de manifestantes em Kiev, capital da Ucrânia, nos protestos dos últimos dias.

“Também pedimos que sejam averiguados os relatórios que apontam para casos de sequestros e tortura”, afirmou em Genebra o porta-voz deste escritório, Rupert Colville.

As Nações Unidas comemoraram o início do diálogo entre o presidente e os líderes da oposição, que, segundo Colville, deve ser “substancial, inclusivo e baseado no total respeito aos tratados sobre direitos humanos ratificados pela Ucrânia”.

“Pedimos às partes que se esforcem para criar condições que facilitem o diálogo e a reconciliação no país”, ressaltou em entrevista coletiva Colville.