ONU pede geração de emprego para jovens

A organização também alerta que desemprego gera insegurança

Nações Unidas – O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, pediu aos governos de todo o mundo nesta segunda-feira o estímulo à criação de emprego entre os jovens e alertou que a falta de trabalho gera “insegurança” e complica a estabilidade dos países.

“A carência de vagas de trabalho alimenta a insegurança. Um país rico em emprego pode ter uma grande estabilidade. Todos somos conscientes do esbanjamento de capital humano em massa em nosso mundo, onde 74 milhões de jovens não encontram trabalho”, disse Ban no discurso de abertura de um encontro sobre o emprego juvenil na sede das Nações Unidas.

O secretário-geral da ONU lembrou que o planeta conta hoje em dia com “a maior geração de jovens da história” e defendeu a necessidade de eles terem voz na hora de definir o futuro.

“Quando dermos aos jovens trabalhos decentes, peso político, poder de negociação e uma verdadeira influência em nosso mundo, criarão um futuro melhor”, declarou Ban.

O representante da entidade pediu para que seja dado mais poder à juventude em todos os âmbitos e, especialmente, investir para que as mulheres jovens e as adolescentes possam usufruir de seus direitos.

A ONU reuniu nesta segunda-feira dirigentes políticos, especialistas e outros agentes para discutir como reagir à mudança demográfica em boa parte do mundo, com populações dominadas principalmente por jovens em continentes como o africano e com a necessidade de gerar novos postos de trabalho para eles.

Esta sessão faz parte dos preparativos da nova agenda global de desenvolvimento que a ONU aprovará neste ano para substituir os Objetivos do Milênio.