ONU pede diálogo entre governo e oposição na Venezuela

Mais de 90 pessoas morreram no país durante os protestos contra o governo, que já duram três meses

Nova York – O secretário-geral da Organização das Nações Unidas, Antonio Guterres, realizou nesta sexta-feira um pedido urgente de diálogo entre o governo da Venezuela e a oposição para “erradicar a violência, os abusos, o fanatismo e preservar um caminho constitucional concertado”.

Em comunicado, Guterres disse também que não haverá solução se ela for imposta a partir do exterior.

“A saída é o acordo, com eleições, respeito aos direitos fundamentais e respeito aos poderes constitucionais” e esse pacto deve ocorrer “unicamente entre os venezuelanos”, segundo Guterres.

“A comunidade internacional deve apoiar os caminhos pacíficos e de concertação política.”

Mais de 90 pessoas morreram durante três meses de agitação política iniciado após o Tribunal Supremo de Justiça – sob controle dos governistas – tentar invalidar o poder da Assembleia Nacional, de maioria opositora.

A corte depois voltou atrás na decisão, mas os protestos continuaram.

As manifestações cresceram e agora também são contra a inflação de mais de 100%, a escassez de alimentos, o alto índice de violência e a intenção do presidente Nicolás Maduro de reformar a Constituição.