ONU diz que Irã avança em plano nuclear

Relatório da Agência Internacional de Energia Atômica mostra que o Irã continua enriquecendo urânio e aprimorando suas instalações nucleares

Viena – O Irã continua enriquecendo urânio e aprimorando suas instalações nucleares apesar das exigências da comunidade internacional, revela um relatório da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) distribuído nesta quarta-feira, que insiste na possibilidade de que essas atividades tenham um alvo militar.

O documento afirma que o Irã não só aumentou a quantidade de urânio enriquecido, mas também avança, embora mais lentamente do que previsto, na iniciada de uma fábrica de água pesada, substância que pode ser usada na produção de plutônio.

O relatório, enviado hoje aos países-membros da AIEA e ao qual a Agência Efe teve acesso, lembra que desde 2002 a preocupação desse organismo da ONU ‘foi aumentando em relação à possível existência no Irã de atividades nucleares não declaradas na qual estavam envolvidas organizações militares’.

A AIEA diz que é imprescindível haver mais transparência por parte do Irã e a autorização de mais controles para despejar as dúvidas sobre essa possível dimensão militar de seus esforços nucleares.

Desde o último relatório, emitido em março, o Irã acumulou 324 quilos de urânio enriquecido a 20%, grau de pureza ainda longe do necessário para usá-lo em armas atômicas, mas que os especialistas consideram um passo prévio para essa capacidade.

Grande parte do material foi reconvertido em combustível para um reator científico, o que o inutiliza para um hipotético uso militar.