ONU discutirá status de observador para Palestina

Como parte do acordo, Israel e Hamas agora devem negociar um novo abrandamento das restrições na fronteira, impostas depois que o grupo islâmico assumiu o poder, em 2007

São Paulo – A Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU) na próxima semana deve discutir a concessão do status de Estado observador à Palestina, informou neste sábado a Agência Brasil. A mudança de status é o primeiro passo para criação do Estado independente da Palestina, disseram diplomatas à agência. O debate surge depois que as tensões se intensificaram na Faixa de Gaza.

Moradores disseram hoje à agência Associated Press que Israel aliviou alguns bloqueios na fronteira, como parte da trégua com o Hamas, que controla o território palestino. O cessar-fogo mediado pelo Egito encerrou oito dias de confronto. A onda de violência resultou na morte de 166 palestinos e seis israelenses, de acordo com a AP.

Como parte do acordo, Israel e Hamas agora devem negociar um novo abrandamento das restrições na fronteira, impostas depois que o grupo islâmico assumiu o poder, em 2007. Também hoje, milhares de crianças de Gaza retornaram à escola pela primeira vez desde que o cessar-fogo entrou em vigor na última quarta-feira. Quase metade dos 1,6 milhão de moradores são crianças. Nas 245 escolas geridas pela ONU, o dia foi dedicado a compartilhar as experiências. Com isso, educadores esperam ajudar as crianças a lidar com o trauma. As informações são da Agência Brasil e da AP.