ONU confirma libertação de 2 funcionários sequestrados

A maioria dos empregados da organização sequestrados é de nacionalidade síria, mas Nesirky disse que neste momento não pode confirmar a origem dos libertados

Nações Unidas – A ONU confirmou nesta terça-feira que dois dos 21 trabalhadores da organização que permanecem sequestrados na Síria foram libertados nas últimas horas.

“Posso confirmar que dois de nossos funcionários foram libertados dos 21 que permaneciam retidos”, disse hoje à imprensa o porta-voz da ONU, Martin Nesirky.

O porta-voz do secretário-geral, Ban Ki-moon, não detalhou se os dois trabalhadores libertados estavam nas mãos de forças do regime de Bashar al Assad ou da oposição armada.

“Não quero entrar em mais detalhes”, reiterou Nesirky perante as perguntas dos jornalistas.

A maioria dos empregados da organização sequestrados é de nacionalidade síria, mas Nesirky disse que neste momento não pode confirmar a origem dos libertados.

As libertações anunciadas hoje acontecem enquanto o governo sírio e a oposição se preparam para uma segunda rodada de negociações de paz que começarão no dia 10 de fevereiro.

As conversas se iniciaram no dia 22 de janeiro na cidade suíça de Montreaux e depois continuaram em Genebra, sob os auspícios do mediador internacional, Lakhdar Brahimi.

Embora tenham aceitado seguir conversando, as partes discordam nas prioridades, já que o regime quer concentrar-se na luta contra o terrorismo e a oposição, por sua vez, na transição política.