ONU classifica ataques aéreos em Aleppo como crimes de guerra

Chefe de direitos humanos da ONU disse que os ataques aéreos são "crimes de proporções históricas" por causa do grande número de mortes de civis

Genebra – A principal autoridade de direitos humanos da Organização das Nações Unidas (ONU) disse nesta sexta-feira que o cerco e bombardeios no leste da cidade síria de Aleppo são “crimes de proporções históricas” que causaram grande número de mortes de civis, vistos como crimes de guerra.

Zeid Ra’ad al Hussein, em discurso por vídeo ao Conselho de Direitos Humanos da ONU, em Genebra, pediu mais uma vez às grandes potências para colocarem de lado suas diferenças e encaminharem a situação na Síria ao procurador do Tribunal Penal Internacional (TPI).

O brasileiro Paulo Sérgio Pinheiro, presidente da comissão de inquérito da ONU sobre a Síria, disse que o painel irá continuar documentando crimes de guerra em Aleppo e apelou ao governo do presidente Bashar al-Assad para providenciar informações sobre violações.