ONU avalia que 191.369 morreram no conflito sírio até abril

O número total pode ser considerado como um mínimo dos assassinatos entre março de 2011 e abril de 2014,esclarece o relatório

Genebra – O número de mortos documentados e verificados no conflito armado na Síria até abril deste ano é de 191.369, segundo uma análise do Escritório de Direitos Humanos da ONU e que foi tornado público nesta sexta-feira.

Segundo o relatório, o número provavelmente subestima o número de mortos porque em alguns casos faltavam elementos de verificação e muitas mortes nunca foram documentadas por nenhuma das cinco fontes utilizadas.

“O número total pode ser considerado como um mínimo dos assassinatos entre março de 2011 e abril de 2014”, esclarece o relatório, que não inclui as vítimas dos últimos meses.

O número de mortos estabelecido neste relatório é o dobro de um ano atras. A base de dados criada revela que das vítimas, pelo menos 8.803 eram crianças, e 2.165 tinham menos de dez anos.

No entanto, os autores reconheceram que o número real de crianças mortas também pode ser mais elevado, pois os números mencionados só refletem o limitado número de casos nos quais se pôde documentar a idade da vítima.

“Lamento profundamente que com a aparição de tantos outros conflitos armados neste período de desestabilização global, os combates na Síria e suas consequências dramáticas para milhões de civis tenham desaparecido dos radares internacionais”, disse a alta comissária da ONU para os Direitos Humanos, Navi Pillay.

O escritório de Pillay compila e verifica através de uma detalhada e exigente análise a informação sobre os mortos na guerra civil da Síria e este é seu terceiro relatório a respeito.

No conflito sírio, entre grupos armados rebeldes e o aparelho de segurança governamental sírio, 85% de mortos eram homens, mas a análise não conseguiu distinguir entre os que eram combatentes e civis inocentes.

O maior número de vítimas foram registrados na periferia de Damasco (perto de 39.393), seguida de Aleppo (31.932), Homs (28.186), Idlib (20.040), Dara (18-539) e Hama (14.690).