ONU alerta sobre aumento do neonazismo e sua influência política

"Alguns partidos, que necessitam de votos, estão felizes de dar um verniz de respeitabilidade para ideias vis", lamentou hoje Guterres

Nações Unidas – O secretário-geral da ONU, António Guterres, alertou nesta quarta-feira para o crescimento dos grupos neonazistas e da crescente influência de suas mensagens em movimentos e partidos políticos tradicionais.

“Alguns partidos, que necessitam de votos, estão felizes de dar um verniz de respeitabilidade para ideias vis”, lamentou hoje Guterres em um ato em comemoração do Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto, celebrado oficialmente no último sábado.

O secretário-geral das Nações Unidas pediu união a todo o mundo para enfrentar a “normalização do ódio”.

“Devemos rejeitar aqueles que não conseguem entender que, na medida em que as sociedades se tornam multiétnicas, multirreligiosas e multiculturais, a diversidade deve ser vista como uma fonte de riqueza e não uma ameaça”, insistiu Guterres.

Segundo o representante da ONU, que citou numerosos exemplos concretos, neonazistas e supremacistas brancos estão atualmente conseguindo expandir sua presença, ajudados em boa medida pela internet e pelas redes sociais.

“A facilidade do uso da rede permite que grupos marginais ganhem visibilidade. O anonimato da rede permite a livre ostentação do racismo. E contas maliciosas automatizadas nas redes sociais, conhecidas como ‘bots’, propagam a doença para ainda mais longe”, assinalou o secretário-geral.

Como resultado, Gueterres destacou hoje que é possível ver um aumento de incidentes antissemitas, mas também de outras formas de ódio, como por exemplo contra os muçulmanos e os imigrantes.

Além disso, Guterres insistiu que os grupos neonazistas estão tentando suavizar sua imagem para trazerem suas ideias para o debate político.

“Eles buscam se alinhar com outros na extrema-direita para empurrar os limites do diálogo aceitável para ainda mais longe”, explicou o diplomata, que acrescentou que tal estratégia está tendo sucesso através de uma “simbiose” com forças políticas que buscam votos.

Guterres lembrou que a Alemanha nazista mostrou como uma sociedade avançada pode se romper e produzir algo como o Holocausto.

“Não podemos esquecer desses fatos. Não podemos perder de vista o que foi ruim. Hoje, o ódio e o desprezo por vidas humanas são gritantes, devemos nos proteger contra a xenofobia todos os dias e em todas as partes”, pediu o secretário-geral, que concluiu dizendo que “jamais podemos ser meros espectadores quando as vidas e os valores estão em jogo”. EFE