Omã anuncia libertação de três americanos no Iêmen

Uma fonte dos serviços de segurança de Omã indicou que os americanos estavam detidos por espionagem pelos serviços de inteligência dos rebeldes xiitas huthis

A força aérea de Omã libertou e evacuou três americanos do Iêmen, país mergulhado numa guerra civil com intervenção externa, depois de um pedido de ajuda de Washington, anunciaram as autoridades do sultanato.

Uma fonte dos serviços de segurança de Omã indicou que os americanos estavam detidos por espionagem pelos serviços de inteligência dos rebeldes xiitas huthis, que controlam a capital Saná.

“Em resposta a um pedido do governo americano, as autoridades de Omã, em coordenação com as do Iêmen, acharam os três cidadãos americanos”, afirma um comunicado oficial.

Os americanos libertados foram evacuados de Saná para Mascate.

O ministério não deu detalhes sobre a identidade dos americanos ou a duração de seu catilveiro.

O sultanato de Omã é a única monarquia do Golfo que mantém bolas relações com os rebeldes huthis apoiados pelo Irã.