OGX faz descoberta em água rasa da bacia de Santos

Empresa encontrou petróleo e gás natural no poço a 105 km da costa do Rio de Janeiro

Rio de Janeiro – A OGX informou que encontrou petróleo e gás natural no poço pioneiro do seu bloco BM-S-58, em águas rasas da bacia de Santos, a 105 quilômetros da costa do Estado do Rio de Janeiro, uma área contígua a outra descoberta da empresa, a de Belém.

Segundo comunicado nesta quinta-feira, o poço OGX-30, denominado Salvador, confirmou as expectativas positivas para a região e por estar perto de de outra descoberta da empresa vai ajudar a delimitar a área da OGX e otimizar a produção.

“Essa descoberta nos permitiu confirmar o modelo geológico para essa região para que possamos, a partir de então, iniciar a delimitação para essa descoberta”, afirmou o diretor geral da OGX, Paulo Mendonça, em nota ao regulador do mercado.

O plano de avaliação para desenvolvimento do poço Belém (OGX-17) já foi aprovado recentemente pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

“Ambas as descobertas apresentam coluna equivalente e estruturas que podem se complementar aumentando ainda mais a sinergia para a produção”, disse a OGX no comunicado.

Segundo a OGX, foi realizado um teste de formação que forneceu os parâmetros de reservatório, incluindo alta pressão e alta temperatura, bem como a análise do fluido.

“A análise do gás mostrou tratar-se de um gás rico, ou seja, que apresenta maior poder calorífico. A próxima etapa será realizar testes de produção com equipamentos adequados às pressões e temperatura do poço”, informou a companhia.