Odebrecht negocia acordo de leniência na Argentina

A empreiteira apresentou o acordo em uma tentativa de resolver investigações locais sobre o possível uso de subornos no país

Buenos Aires – O escândalo de corrupção da Odebrecht, que afetou diversos países latinos além do Brasil, pode atingir, em breve, a Argentina.

Nesta terça-feira, a companhia apresentou um acordo de leniência para juízes argentinos, em uma tentativa de resolver investigações locais sobre o possível uso de subornos no país, segundo autoridades judiciais.

Um procurador federal em Buenos Aires deve entrevistar uma testemunha-chave do escândalo ainda nesta semana.

A testemunha pode fornecer informações sobre suas conexões com argentinos envolvidos em atividades ilegais, segundo autoridades.

A Odebrecht admitiu o pagamento de US$ 35 milhões em subornos relacionados a suas atividades na Argentina.