Obrador diz que não falou de muro com Trump e que há outras prioridades

"Há outros temas que têm a ver com a solução de fundo do problema migratório e da segurança", avaliou o futuro presidente mexicano

Cidade do México – O futuro presidente do México, Andrés Manuel López Obrador, afirmou nesta terça-feira (10) que não falou com o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, sobre a construção de um muro na fronteira comum, e que antes é preciso tratar outros assuntos para solucionar o problema migratório.

“O presidente Trump foi muito respeitoso; não tratamos esse assunto (o muro)”, reconheceu López Obrador em entrevista coletiva na qual falou da reunião que terá na sexta-feira com o secretário de Estado americano, Mike Pompeo.

Antes de falar sobre o muro “há outros temas que têm a ver com a solução de fundo do problema migratório e da segurança”, avaliou López Obrador, que esteve acompanhado na entrevista coletiva do próximo chanceler mexicano, Marcelo Ebrard.

Na próxima sexta-feira, o secretário americano de Estado, Mike Pompeo, se reunirá com López Obrador acompanhado por Jared Kushner, assessor e genro de Trump, e o secretário do Tesouro, Steven Mnuchin, entre outros representantes de alto nível.

Sobre este encontro, o líder esquerdista, do Movimento Regeneração Nacional (Morena), indicou que ambos países buscam que “haja entendimento entre os povos e governos”.

Particularmente, López Obrador agradeceu a visita de Mnuchin porque “indica que (Trump) viu com bons olhos a proposta de fincar nossa relação na cooperação para o desenvolvimento”, pois é a “melhor maneira” de enfrentar os problemas de migração e segurança.

“Nós o que queremos é que desde o Panamá até a fronteira norte do México com os Estados Unidos, o Río Bravo, as pessoas tenham oportunidades de trabalho”, enfatizou.

Além disso, López Obrador garantiu que seu Executivo, que tomará posse no dia 1º de dezembro, defenderá os direitos dos migrantes mexicanos no país vizinho.

Contudo, desejou que na nova relação com os Estados Unidos se alcance “amizade, respeito mútuo e cooperação para o desenvolvimento”.

Já sobre a renegociação em processo do Tratado de Livre-Comércio da América do Norte (NAFTA), López Obrador reiterou que está “a favor” de que este convênio comercial com o Canadá e os Estados Unidos seja mantido.