Obama separa US$ 750 bi do Orçamento para ajudar bancos

Governo ainda não sabe se vai usar o dinheiro para socorrer o sistema financeiro, mas recursos estão garantidos

O presidente Barack Obama apresentou nesta quinta-feira (26/02) ao Congresso dos Estados Unidos a sua primeira proposta orçamentária para 2009. O texto prevê uma contingência de 750 bilhões de dólares para a recuperação do sistema financeiro.

O Orçamento estima um déficit público de 1,75 trilhão de dólares em 2009, o que representa cerca de 12% do PIB (Produto Interno Bruto) americano. Obama se comprometeu a reduzir o déficit – o maior desde a Segunda Guerra Mundial – pela metade até o final de seu mandato.

Para financiar o orçamento, Obama propõe o aumento de impostos para os americanos que recebem salários superiores a 250 mil dólares por ano e para os gestores de fundos, além do corte de gastos com a defesa e a limitação dos subsídios das seguradoras que fazem parte do sistema de saúde Medicare.

Segundo informações de um funcionário do governo, que preferiu se manter anônimo, a Casa Branca ainda não definiu se o pacote de 750 bilhões de dólares vai ser necessário. A princípio, o montante vai ser mantido como uma reserva.

A proposta orçamentária de Obama é mais uma tentativa de estimular a economia norte-americana, que sofre há 14 meses com a crise financeira. A nova ajuda complementar aos bancos seria adicional ao pacote de 750 bilhões de dólares aprovado pelo Congresso em outubro.

O governo americano também quer priorizar o desenvolvimento de energias renováveis. A previsão é de que pelo menos 75 bilhões de dólares sejam arrecadados a partir de 2012. A idéia é obrigar as empresas que excederem o limite de emissão de poluentes a comprarem créditos de carbono.

Os gastos com as guerras do Iraque e Afeganistão serão diminuídos ao longo do governo Obama. Cerca de 140 bilhões de dólares estão previstos para serem gastos com defesa em 2009. A previsão é de 130 bilhões de dólares para 2010 e somente 50 bilhões nos anos seguintes.

Outro setor que deverá auxiliar no financiamento do orçamento é a agricultura. Os produtores rurais chegam a receber 500 mil dólares por ano. O plano do governo é reduzir os subsídios progressivamente até serem eliminados por completo.

Serão conhecidos mais detalhes sobre o primeiro orçamento de Obama ao fim do dia, quando forem apresentadas as prioridades para o exercício fiscal que começa no dia 1º de outubro.