Obama se reúne com presidente chinês em junho nos EUA

Os dois líderes provavelmente irão discutir caminhos para pressionar a Coreia do Norte a desistir de seu programa de armas nucleares

Washington – O presidente norte-americano, Barack Obama, e seu colega chinês, Xi Jinping, terão a sua primeira reunião desde que Xi se tornou presidente, em março, durante uma cúpula em 6 e 7 de junho em Rancho Mirage, na Califórnia, anunciou a Casa Branca nesta segunda-feira.

Os dois líderes provavelmente irão discutir caminhos para pressionar a Coreia do Norte a desistir de seu programa de armas nucleares após um período de retórica belicosa e ameaças de Pyongyang.

Os Estados Unidos têm preocupações com ciberataques que, segundo autoridades, têm origem na China. Washington também gostaria que a China permitisse a valorização de sua moeda em relação ao dólar para melhorar o comércio norte-americano.

As preocupações norte-americanas com as tensões no Mar do Sul da China devido a reivindicações territoriais também devem fazer parte da agenda de discussões.

“O presidente Obama e o presidente Xi manterão discussões profundas sobre uma ampla gama de assuntos bilaterais, regionais e globais”, afirmou a Casa Branca em comunicado.

“Eles vão analisar os progressos e desafios nas relações EUA-China ao longo dos últimos quatro anos e discutir formas de reforçar a cooperação, lidando de forma construtiva com as nossas diferenças, nos próximos anos”, disse.

O fato de que eles dedicarão dois dias para a reunião demonstra a intenção dos dois líderes de construir um relacionamento mais próximo.

O conselheiro de Segurança Nacional da Casa Branca, Tom Donilon, viajará a Pequim para se encontrar com autoridades chinesas entre 26 e 28 maio a fim de preparar a visita de Xi.

Xi também visitará México, Trinidad e Tobago e Costa Rica, de acordo com a agência de notícias Xinhua, que citou uma autoridade do Ministério das Relações Exteriores.