Obama se desculpa por jogar golfe após morte de jornalista

Obama foi criticado pela imprensa aos ser fotografado sorrindo e se divertindo em uma partida de golfe logo após ter feito uma declaração sobre a morte de Foley

O presidente Barack Obama admitiu que sua decisão de jogar uma partida de golfe nas férias logo após a execução do jornalista americano, James Foley, pelo Estado Islâmico foi um erro.

“Eu deveria ter antecipado essa interpretação”, disse Obama em entrevista ao “Meet the Press”, da NBC, neste domingo, referindo-se à má recepção que sua atitude teve junto à opinião pública.

O presidente disse que teve que conter as lágrimas quando conversou privadamente com a família de Foley, que foi decapitado, e acrescentou que sempre há um grande contraste entre os eventos mundiais e seu esforço em aparentar ter uma vida normal, com momentos de lazer.

O presidente também reconheceu que seu comportamento em algumas cerimônias públicas da presidência deixa a desejar.

“Parte deste trabalho também é de atuação”, confessa. “Não é sempre natural para mim. Mas eu me importo, e estou atento a isso”, acrescenta.

Obama foi duramente criticado pela imprensa aos ser fotografado sorrindo e se divertindo em uma partida de golfe logo após ter feito uma declaração pública, no mês passado, sobre a morte de Foley durante suas férias em Martha’s Vineyard.