Obama pede ao Congresso desbloqueio de US$ 6 bi contra ebola

Presidente americano advertiu que o financiamento da luta contra o ebola não deve ser prejudicado pelas atuais discussões sobre o orçamento

Washington – O presidente americano, Barack Obama, pediu nesta terça-feira ao Congresso o desbloqueio de um fundo de emergência de 6 bilhões de dólares para combater a epidemia de ebola na África ocidental e controlar o risco nos Estados Unidos.

“Não poderemos vencer o ebola sem um financiamento adicional”, disse o presidente durante uma visita às instalações dos Institutos Americanos de Saúde (NIH) em Bethesda, periferia de Washington.

“Se queremos que outros países sigam se mobilizando, devemos continuar levantando a voz”, afirmou Obama, recordando que cerca de 3 mil americanos – civis e militares – estão lutando contra o ebola na África ocidental, principalmente na Libéria, o país mais afetado.

Obama destacou que o tema tem mobilizado republicanos e democratas e advertiu que o financiamento da luta contra o ebola não deve ser prejudicado pelas atuais discussões sobre o orçamento.

“Não é uma questão política, é uma questão de sentido comum. Vamos fazer isto!” – disse Obama sobre o fundo de emergência proposto pela Casa Branca no início de novembro.

“Temos que erradicar esta doença. Isto não é um vírus que podemos administrar aqui e ali. Não podemos baixar a guarda”, advertiu Obama.

O número de mortos na atual epidemia de ebola nos três países mais afetados pela doença no oeste da África – Libéria, Guiné e Serra Leoa – chegou a 6.070 de um total de 17.145 pessoas infectadas, segundo novo boletim da Organização Mundial da Saúde, publicado nesta terça-feira.