Obama oferece ajuda ao Canadá após ataque em Ottawa

Porta-voz da Casa Branca afirmou em entrevista coletiva que ainda é muito cedo para afirmar se os EUA consideram o ataque como um ato terrorista

Washington – O governo dos Estados Unidos ofereceu ajuda ao Canadá após o ataque armado ocorrido nesta quarta-feira no parlamento de Ottawa, e o presidente americano, Barack Obama, já conversou por telefone com o primeiro-ministro canadense, Stephen Harper, segundo a Casa Branca.

O porta-voz da Casa Branca, Josh Earnest, afirmou em entrevista coletiva que ainda é muito cedo para afirmar se os EUA consideram o ataque como um ato terrorista porque as informações sobre o caso “ainda são incompletas”.

Segundo Earnest, servidores americanos estão em contato com os canadenses para ajudá-los, se for necessário, a lidar com o caos e a confusão vividos em Ottawa.

Além disso, Obama, que foi informado do ocorrido por sua assessora para segurança e luta antiterrorista, Lisa Monaco, falou com Harper por telefone, mas os detalhes da conversa ainda não foram revelados.

“O Canadá é um dos amigos e aliados mais próximos dos Estados Unidos”, destacou Earnest, após enviar condolências à família do soldado ferido no ataque, que morreu horas depois em um centro hospitalar de Ottawa.

A ação no parlamento canadense ocorreu na manhã de hoje, quando um indivíduo armado disparou contra um soldado em Ottawa e foi morto posteriormente pela polícia, que investiga se outras duas pessoas participaram do atentado.

Harper, que no momento do incidente estava em Parliament Hill – o complexo de edifícios que abriga o parlamento e seus escritórios -, foi transferido para outro local por equipes especiais da polícia.

Após o ataque, o FBI ordenou a elevação do nível de alerta em todos os seus escritórios de campo. O mesmo foi feito pelo Comando de Defesa Aeroespacial Americano (Norad, na sigla em inglês).

“O Norad está dando todos os passos apropriados e prudentes para estar em condições adequadas de responder rapidamente a qualquer incidente que afete à aviação no Canadá”, afirmou o órgão em sua conta oficial no Twitter.

O Norad é o comando conjunto de defesa aérea dos Estados Unidos e do Canadá, com sede no estado americano do Colorado, responsável por oferecer proteção no espaço aéreo de ambos os países.