Obama diz que Trump não vencerá eleições norte-americanas

O presidente não declarou apoio a nenhum dos pré-candidatos na disputa do Partido Democrata

Washington – O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, não quis declarar apoio a nenhum dos pré-candidatos na disputa de seu Partido Democrata pela indicação na corrida à Casa Branca.

Por outro lado, Obama afirmou acreditar que o empresário Donald Trump, que tem se saído bem na disputa do Partido Republicano, não será presidente.

Do lado democrata, há uma disputa intensa entre os dois favoritos, a ex-secretária de Estado Hillary Clinton e o senador Bernie Sanders. Obama disse que, por enquanto, deixará que os eleitores se pronunciem nas primárias e nos caucus.

A pré-campanha deve ter diversas disputas importantes, nas próximas semanas. O presidente deixou a porta aberta, porém, para endossar algum dos nomes mais adiante.

Hillary tem buscado se posicionar como o nome capaz de levar adiante o histórico de Obama. Na entrevista coletiva, o presidente não chegou a endossar isso, mas apontou que conhece melhor a ex-primeira-dama que Sanders, já que ela trabalhou no governo dele e foi “uma espetacular secretária de Estado”.

Obama disse “suspeitar” que, em certos assuntos, Hillary concorda mais com ele que Sanders. Por outro lado, também afirmou que em alguns assuntos o senador concorda mais com ele. “Eu não sei, não estudei as posições deles tão de perto.”

Durante a entrevista coletiva, Obama fez críticas abrangentes aos pré-candidatos do partido oposicionista, ao dizer que Donald Trump não é o único republicano a fazer declarações perturbadoras sobre imigração, mudança climática e outros temas.

Segundo Obama, as declarações de Trump recebem muita atenção pela maneira como ele se comunica, mas outros pré-candidatos têm dado declarações similares.

Obama disse que as primárias por enquanto têm sido dominadas por notícias políticas que “parecem entretenimento”, mas que os eleitores devem ser sensíveis mais adiante para eleger seu sucessor. .