Obama lidera ranking dos mais poderosos da Forbes

Este ano, a Forbes também colocou Dilma em terceiro lugar entre as mulheres mais poderosas do planeta, ficando atrás apenas da chanceler alemã, Angela Merkel

Barack Obama, o Papa e Angela Merkel lideram a lista 2012 da revista Forbes dos mais poderosos do planeta, que situa a presidente brasileira, Dilma Rousseff, na 18ª posição.

Este ano, a Forbes também colocou Dilma em terceiro lugar entre as mulheres mais poderosas do planeta, ficando atrás apenas da chanceler alemã, Angela Merkel, e da secretária de Estado americana, Hillary Clinton.

O ranking de poderosos deste ano, no entanto, também conta com figuras um tanto questionáveis, como um chefão das drogas mexicano e o jovem e robusto líder da Coreia do Norte, que investe pesado em um programa nuclear às custas da pobreza de seu povo.

O número dois da lista do ano passado, o presidente chinês Hu Jintao, está fora da lista dos pesos pesados, mas só porque não está mais à frente do gabinete.

O ranking conta com 71 nomes, número escolhido pela revista para representar um percentual diante dos 7,1 bilhões de pessoas no mundo.

Pelo segundo ano consecutivo, Barack Obama lidera o ranking, e a Forbes destaca o fato de ele ter vencido no voto popular, no colégio eleitoral e em todos os sete estados-chave da eleição presidencial americana de novembro passado.

Obama encara desafios de peso, como a crise orçamentária, o alto desemprego e a intensificação da crise no Oriente Médio.


“Mas Obama permanece como o comandante-em-chefe da maior força militar do mundo e lidera uma superpotência econômica e cultura – literalmente é o líder do mundo livre”, afirma a Forbes.

A medalha de prata foi para Merkel, a chanceler da Alemanha, a quem a Forbes descreve como a coluna vertebral da União Europeia e a pessoa que carrega o destino do euro nos ombros.

O terceiro lugar ficou com o presidente russo, Vladimir Putin. Ele foi reeleito para um terceiro mandato e retomou o poder “de que ninguém duvidava de que ele fosse abrir mão”.

A Forbes indicou ter observado uma série de fatores para montar sua lista: poder sobre milhões de pessoas, controle de recursos financeiros, se tem poder em várias esferas da vida, e se usa ativamente esse poder.

O fundador da Microsoft, Bill Gates, vem em quarto lugar, enquanto que o Papa Bento XVI, líder de 1,2 bilhão de católicos, ficou em quinto lugar.

O criador do Facebook, Mark Zuckerberg, ocupa um modesto 25º lugar, depois de ter ficado em nono no ano passado.

A curiosidade da lista é o narcotraficante mexicano multimilionário Joaquin Guzman Loera, “El Chapo”, chefão do cartel de Sinaloa, que ocupa o 63º posto do ranking.

O líder norte-coreano Kim Jong-Un, 29 anos, que assumiu em lugar do finado Kim Jong-Il, ficou na 44ª colocação.