Obama lamenta deslizamentos no Afeganistão

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, lamentou a terrível tragédia provocada por vários deslizamentos de terra no Afeganistão

Washington – O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, lamentou nesta sexta-feira a “terrível tragédia” ocasionada por vários deslizamentos de terra no Afeganistão, fato que pode ter deixado cerca de 2,5 mil vítimas, e ressaltou o “durável” compromisso de seu governo com o povo afegão, mesmo após do fim da missão da Otan no país.

“De parte do povo americano, quero dizer que nossos pensamentos estão com o povo do Afeganistão, que experimentou uma terrível tragédia”, disse Obama em entrevista coletiva após seu encontro com a chanceler alemã, Angela Merkel, realizado hoje na Casa Branca.

Os deslizamentos de terra ocorrem na província afegã de Badakhshan, no nordeste do país, e deixaram cerca de 300 imóveis soterrados, segundo o governador provincial, Shah Waliwallah Adib.

Após o primeiro deslizamento, que deixou a cidade praticamente encoberta, um segundo atingiu as equipes de resgate que se posicionavam no local. Por conta da dimensão dos deslizamentos, as autoridades locais mencionaram que a tragédia deixará cerca de 2,5 mil vítimas, entre mortos e desaparecidos.

“Vimos informações de um devastador desabamento de terras, além das recentes inundações. Fui informado sobre muitos desaparecidos, e os trabalhos de resgate continuam”, assinalou Obama.

“Como os Estados Unidos se manteve do lado do povo do Afeganistão durante uma difícil década, estamos preparados para ajudar nossos aliados afegãos em sua resposta a este desastre, já que, apesar de a nossa guerra terminar neste ano, nosso compromisso com o Afeganistão e seu povo permanecerá”, acrescentou.