Obama diz que republicanos jogam sujo

O presidente e candidato usou o basquete como metáfora para falar sobre a disputa eleitoral

Nova York – O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, comparou nesta quarta-feira sua campanha presidencial a uma partida de basquete contra um adversário que joga sujo, durante um evento para arrecadação de fundos que teve o apoio do astro Michael Jordan.

“Não posso resistir à metáfora sobre o basquete”, disse Obama para 120 pessoas que pagaram 20 mil dólares para jantar no Lincoln Center de Nova York.

“Estamos no último quarto (da partida) e temos uma vantagem de alguns pontos, mas o outro (time) joga duro e sujo. Alguns dos nossos jogadores estão com problemas. Uns dois estão machucados e acredito que conseguirão disputar apenas mais uma partida”, divagou Obama, que tentará a reeleição no dia 6 de novembro contra o republicano Mitt Romney.

“Ninguém sabe melhor que Michael (Jordan) que se você tem uma vantagem quando faltam apenas sete minutos de partida é este o momento para liquidar” o adversário.

“É pouco comum eu participar de um evento no qual sou apenas a quinta ou sexta pessoa mais interessante”, brincou Obama sobre a presença de Jordan e de outras estrelas do basquete como Carmelo Anthony, Patrick Ewing e Alonzo Mourning.

Obama também participou nesta quarta-feira de outros dois eventos para arrecadar fundos: uma sessão de autógrafos a 250 dólares a unidade (400 ingressos vendidos) e um treino de basquete a 5.000 dólares, com 100 participantes.

No total, Obama pretende arrecadar 3 milhões de dólares nesta quarta-feira em Nova York.

Em maio passado, um jantar com George Clooney em Hollywood provocou frisson e a campanha de Obama arrecadou nove milhões de dólares.

Aos 49 anos, Michael Jordan, que se aposentou em 2003, é considerado o melhor jogador de basquete da história, com seis títulos da NBA com os Bulls de Chicago –reduto político de Obama–, cinco prêmios de melhor jogador da liga e duas medalhas de ouro em Jogos Olímpicos, em 1984 e em 1992.

Ele também é acionista majoritário da equipe dos do Charlotte Bobcats (Carolina do Norte, sudeste), onde Obama será formalmente indicado no dia 6 de setembro como candidato de seu partido às eleições presidenciais de 6 de novembro.

É muito raro Michael Jordan colocar sua popularidade a serviço de uma causa.

Em um caso conhecido no início dos anos 1990, ele negou seu apoio ao candidato democrata negro para o Senado da Carolina do Norte na época, Jesse Helms, um ultra-conservador e adversário declarado dos direitos cívicos.

Obama, grande admirador do ex-atleta, afirma ter recebido em 2004 um cheque de Michael Jordan para financiar sua campanha de senador. “Eu não sabia se devia depositá-lo ou enquadrá-lo”, afirmou.