Obama desafia Romney em segundo debate eleitoral nos EUA

Obama estava muito mais afiado e enérgico do que no primeiro encontro entre os candidatos há duas semanas

Hempstead – O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, e o republicano Mitt Romney discordaram repetidamente sobre emprego e energia nesta terça-feira no segundo debate entre eles, com Obama mais agressivo para enfrentar o seu rival na corrida para a Casa Branca.

Obama estava muito mais afiado e enérgico do que no primeiro encontro entre os candidatos há duas semanas, quando seu desempenho apático foi muito criticado, inclusive por seus partidários, e deu à campanha de Romney um impulso muito necessário.

Ele repetidamente acusou Romney de deturpar suas políticas como presidente e ressuscitou sua acusação de que as propostas econômicas apresentadas pelo ex-executivo eram destinadas a proteger e fortalecer os ricos em detrimento da classe média.

“O governador Romney diz que tem um plano de cinco pontos. O governador Romney não tem um plano de cinco pontos, ele tem um plano de um ponto. E esse plano é ter certeza de que as pessoas no topo joguem com um conjunto diferente de regras”, disse ele.

Romney acusou seu rival de dirigir uma economia estagnada.


“A classe média tem sido esmagada ao longo dos últimos quatro anos e os empregos têm sido muito escassos”, disse o ex-governador de Massachusetts. “Eu sei o que é preciso para fazer essa economia andar”, disse ele. “Eu sei o que é preciso para criar bons empregos novamente.” O debate na Hofstra University, em Hempstead, Nova York, tem um formato mais intimista, com perguntas de mais de 80 eleitores indecisos do Condado de Nassau, do Estado de Nova York.

Ambos os candidatos percorreram o palco para falar diretamente com os respectivos autores das perguntas e às vezes se aproximaram.

Em certo momento, Romney chegou perto de Obama para perguntar se licenças e autorizações para perfurações no setor de energia em terreno federal haviam sido reduzidas durante o seu governo.

A boa performance de Romney no primeiro debate o ajudou a reverter sua desvantagem nas pesquisas eleitorais, e as sondagens recentes têm apontado empate na corrida para a Casa Branca a apenas três semanas da eleição presidencial de 6 de novembro.

Obama parece ter interrompido a queda nas pesquisas após o último debate.

Na sondagem diária Reuters/Ipsos desta terça-feira, ele ganhou um pouco mais de vantagem sobre Romney pelo terceiro dia consecutivo e liderava com 46 por cento contra 43 por cento de Romney. Mas uma pesquisa Gallup/USA Today mostrou Romney 4 pontos percentuais à frente nos 12 Estados mais concorridos.

Obama rejeitou a ideia de que Romney era a favor de encontrar mais fontes de energia como carvão e gás natural.

“Quando você era governador de Massachusetts, você esteve em frente a uma usina de carvão, apontou para ela e disse que essa usina mata… E agora, de repente, você é um grande campeão do carvão”, disse Obama .

Romney, um ex-executivo muitas vezes acusado de não se conectar com as pessoas comuns, permaneceu na ofensiva, mas frequentemente pediu mais tempo ao moderador para responder a Obama.