Obama debate futuro do Afeganistão com secretário-geral da Otan

Barack Obama se reuniu nesta quarta-feira com o secretário da Organização do Tratado do Atlântico Norte, Anders Fogh Rasmussen

Washington – O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, se reuniu nesta quarta-feira com o secretário da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), Anders Fogh Rasmussen, para analisar os temas da cúpula da aliança que será realizada na próxima semana, entre eles, o futuro do Afeganistão e a estratégia de defesa do bloco em tempos de crise.

Em um encontro realizado na Casa Branca, fechado à imprensa, ambos os líderes discutiram a agenda dos assuntos que serão tratados no encontro que ocorrerá entre os dias 20 e 21 de maio em Chicago (EUA).

‘Falaremos (na Cúpula de Chicago) da próxima etapa do compromisso com o Afeganistão, como construir a segurança em época de austeridade e o fortalecimento da rede mundial de parceiros’, indicou Rasmussen em mensagem no Twitter.

A Otan pretende transferir totalmente a responsabilidade sobre a segurança nacional afegã ao governo de Cabul no final de 2014, mas espera manter um papel de apoio e seguir com as operações de treinamento de militares.

Em Chicago, os participantes da cúpula buscarão ainda avanços no sistema de defesa antimísseis na Europa e um acordo com a Rússia para cooperar neste campo. Também serão discutidas as ‘lições’ da operação militar na Líbia.


Rasmussen disse em algumas ocasiões anteriores que os aliados também terão de planejar como elaborar um plano de segurança que permita enfrentar as ameaças futuras num momento em que a crise econômica reduziu o orçamento de defesa.

Obama e Rasmussen se mostraram de acordo que o encontro de Chicago deveria ‘reafirmar o compromisso dos aliados’ com o calendário para a transição no Afeganistão, destacou a Casa Branca em comunicado posterior à reunião. Ambos também concordaram que a cúpula ‘deve enfatizar o compromisso dos aliados para desdobrar as capacidades de defesa que a Otan necessita neste século’.

Além disso, os dois falaram da importância das ‘parcerias’ com organizações não pertencentes à Otan, segundo a Casa Branca.

A cúpula de Chicago será a primeira que a Otan realizará nos Estados Unidos desde 1999. A última reunião da aliança ao máximo nível ocorreu em Lisboa em 2010.

Rasmussen destacou, em outra mensagem no Twitter, que esta cúpula será um marco na história da Otan, contará com a participação de 60 países e enviará um ‘forte sinal’ do trabalho em equipe da aliança.

O plano estipulado na Cúpula de Lisboa realizada em 2010 estabeleceu o aumento progressivo das forças afegãs até que estas tivessem capacidade para assumir a segurança em todo o território até o final de 2014.

Segundo o Pentágono, atualmente cerca de 330 mil membros das Forças de Segurança afegãs recebem treinamento das tropas da coalizão.