Obama: congressistas pensam mais em salários que em eleitor

Presidente atacou os republicanos, a quem acusou de não ceder para estender os cortes tributários para 98% dos americanos, e insistir em cortes 'para o 2% mais rico'

Washington – O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, acusou os membros do Congresso de estarem mais preocupados com a reeleição e ‘seus salários’ que com os eleitores, após deixar sem aprovação várias medidas orçamentárias pendentes.

Durante seu discurso radiofônico e pela internet semanal, Obama afirmou neste sábado que o Congresso ‘deixou várias propostas sobre a mesa’, como a aprovação de cortes tributários para fomentar a economia cidadã, as ajudas aos veteranos de guerra a encontrar emprego e aos proprietários para refinanciar suas hipotecas, entre outros assuntos.

Segundo Obama, o fato de os congressistas terem retornado a seus distritos eleitorais sem completar os assuntos pendentes perante o Legislativo é sinal que ‘estão mais preocupados com seus trabalhos e salários’ que pela situação de seus eleitores.

‘Estas propostas têm apoio bipartidário, e não há motivo algum pelo qual não devam ser aprovadas’, lamentou Obama.

O líder americano atacou em particular os republicanos, a quem acusou de não ceder para estender os cortes tributários para 98% dos americanos, e em vez disso insistem em cortes ‘para o 2% mais rico’.

‘Todas estas ideias fortaleceriam nossa economia e ajudariam a classe média, todas têm o apoio dos democratas, dos republicanos e dos independentes. Não há motivo para esperar’, concluiu. EFE