Obama confronta jornalista que interrompeu seu discurso

No final de seu discurso, Obama se dirigiu diretamente a Munro. "Na próxima vez, prefiro que me deixe terminar minhas declarações antes de fazer perguntas"

Washington – O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, confrontou nesta sexta-feira um jornalista de um site conservador que interrompeu seu discurso sobre a suspensão temporária das deportações de milhares de jovens e se mostrou visivelmente aborrecido.

O jornalista, identificado como Neil Munro, do site “The Daily Caller”, simpatizante ao movimento direitista Tea Party, estava no Jardim da Casa Branca junto aos outros jornalistas credenciados para cobrir o evento do presidente.

Em meio ao discurso de Obama, Munro falou: “Por que favorecer os estrangeiros sobre os trabalhadores americanos?”. Em seguida, o presidente respondeu: “Desculpe senhor. Não é momento para perguntas”.

No entanto, o jornalista voltou a falar e perguntou se Obama ia responder perguntas e o presidente rebateu: “Não enquanto estou falando”.

No final de seu discurso, Obama se dirigiu diretamente a Munro. “Na próxima vez, prefiro que me deixe terminar minhas declarações antes de fazer perguntas”, falou antes de começar a argumentar ao jornalista as razões da medida sobre a suspensão temporária das deportações anunciada nesta sexta.

Tucker Carlson, editor do “The Daily Caller”, defendeu Munro em seu Twitter e argumentou que ele fez “o que os jornalistas têm que fazer”. O editor ainda foi chamado para falar do incidente com o porta-voz da Casa Branca, Jay Carney, segundo o jornal “Político”.