Obama chega à Estônia em visita com foco na Ucrânia

Barack Obama chegou à Estônia em uma visita com foco no conflito ucraniano

Vilnius – O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, chegou nesta quarta-feira a Tallinn, em uma visita com o foco no conflito na Ucrânia e da qual as três antigas repúblicas soviéticas do Báltico – Estônia, Letônia e Lituânia, todas elas membros da Otan – esperam um reforço de sua segurança.

O avião presidencial, o Air Force One, pousou no aeroporto de Tallinn às 6h20 (horário local, 0h20 de Brasília), informou desde a vizinha Estônia a agência “Delfi”.

Como é habitual em suas visitas, as atividades do chefe da Casa Branca começarão com uma reunião com o pessoal da embaixada americana em Tallinn, após o que Obama irá ao palácio presidencial, onde será realizada a cerimônia de recepção oficial.

Obama fará uma reunião com o presidente anfitrião, Toomas Hendrik Ilves, com quem dará uma entrevista coletiva.

Também vai conversar com o primeiro-ministro estoniano, Taavi Roivas, com quem, como antecipou Washington, falará não apenas das relações bilaterais, mas também de cooperação estratégica e regional, e da associação transatlântica.

Pela tarde, Obama se reunirá novamente com Ilves, encontro ao qual se somarão os presidentes da Lituânia, Dalia Grybauskaite, e Letônia, Andris Berzins.

Os três países bálticos, assim como a Polônia, pediram o aumento da presença militar da Otan em seus respectivos territórios devido ao conflito na Ucrânia.

“Está carregado de simbolismo político o fato de que o presidente dos Estados Unidos venha à Estônia diretamente de Washington para depois seguir viagem à cúpula da Otan no País de Gales”, declarou às vésperas da visita de Obama o ministro das Relações Exteriores estoniano, Urmas Paet.