Obama bloqueia compra de parques eólicos de empresa chinesa

Obama exigiu a Rall Corporation, empresa propriedade de cidadãos de origem chinesa, que cancele no prazo de 90 dias sua aquisição dos parques eólicos no estado do Oregon

Washington – O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, bloqueou nesta sexta-feira a compra de quatro parques eólicos americanos por parte de uma empresa chinesa alegando que a operação representaria uma ameaça potencial para a segurança nacional.

Obama exigiu a Rall Corporation, empresa propriedade de cidadãos de origem chinesa, que cancele no prazo de 90 dias sua aquisição dos parques eólicos no estado do Oregon.

A ordem proíbe o acesso da empresa chinesa às instalações dos citados parques, situados nas imediações de uma base naval de onde o Exército envia aviões teleguiados e eletrônicos em missões de treinamento.

Esta é a primeira vez em 22 anos que um presidente americano decide bloquear uma transação empresarial na qual está envolvida uma empresa estrangeira.

A última vez na qual um presidente tomou uma decisão similar foi em 1990 quando, com George H.W. Bush na Casa Branca, os EUA proibiram a venda da Mamco Manufacturing a uma empresa chinesa. Na época, o governo americano não especificou que risco poderia representar essa operação.

O Departamento do Tesouro assinalou em comunicado que a decisão de hoje afeta apenas esta transação e não supõe um precedente sobre nenhum outro investimento direto da China ou qualquer outro país.

O presidente dos EUA tem o poder de bloquear qualquer transação estrangeira segundo o estipulado na Lei de Produção de Defesa.